Sobreaquecimento do motor: 4 causas prováveis

O sobreaquecimento do motor é um dos problemas com o carro mais assustadores que existe. Em dias de muito calor ou durante uma viagem longa, ainda mais! Na sua origem podem estar problemas mecânicos, mas também pode ser uma consequência da falta (ou de uma má) manutenção automóvel.

Neste artigo, vamos dizer-lhe quais são as causas mais comuns do sobreaquecimento do motor, como o pode prevenir, e o que deve fazer em caso de emergência.

As possíveis causas do sobreaquecimento do motor

1. Termostato avariado

O termostato serve para assegurar que o motor atinge rapidamente a temperatura de funcionamento ideal e que ela se mantém constante (evitando, assim, o sobreaquecimento). Isto acontece por meio de abertura e fecho do circuito grande do radiador. Por isso, se a temperatura do motor estiver acima dos níveis normais, a primeira pista a seguir é uma possível avaria no termostato.

2. Problemas no sistema de refrigeração

O sistema de refrigeração é um circuito fechado, fundamental para o correto funcionamento de um motor de combustão. O radiador e o líquido de refrigeração (ou anticongelante) são responsáveis por manter a temperatura constante durante a condução e ajudam a dissipar o calor que o motor produz. Por sua vez, a ventoinha e a bomba de água ajudam a manter o líquido em circulação.

Certamente que já ouviu a ventoinha do seu carro a trabalhar quando está parado no trânsito. Esse é um sinal claro de que o sistema de refrigeração está a funcionar para combater o excesso de calor produzido pelo motor.

Assim, se houver algum problema num dos principais componentes que compõem o sistema de refrigeração, a consequência mais provável é o sobreaquecimento do motor.

3. Radiador entupido

E ainda que não haja nenhum problema mecânico com as peças do sistema de refrigeração em si, pode haver um entupimento no radiador. Se assim for, a passagem do líquido refrigerante vai estar comprometida e vai levar ao sobreaquecimento do motor. Faça a inspeção do radiador e verifique se não existem resíduos ou pequenos detritos acumulados. Aproveite e verifique também se não há fugas nas ligações, de forma a garantir que este sistema funciona em perfeito circuito fechado.

Não se esqueça ainda de verificar se a tampa do radiador ficou bem fechada. Por vezes, a tampa mal apertada ou desgastada devido aos anos de uso pode levar a falhas na pressão, e causar problemas no sistema de refrigeração. Mas atenção! Nunca faça esta verificação com o motor ainda quente.

4. Nível baixo ou falta de óleo

E, apesar de a maior parte do calor gerado pela combustão ser expulso pelos gases de escape e dissipado pelo líquido de refrigeração, fique a saber que o óleo também contribui para o arrefecimento do motor. É por isso que se o nível do óleo estiver abaixo do limite mínimo recomendado, pode ter problemas com a temperatura do motor alta. Assim, não se esqueça de verificar o nível do óleo amiúde e de estar atento a possíveis fugas de óleo.

Quais são as consequências do sobreaquecimento do motor?

Antes de mais, a temperatura do motor alta vai ter impacto nas emissões de gases poluentes, assim como no nível de ruído. Isto pode ser problemático em grandes cidades. Depois, em caso de avaria, para além do inconveniente de ficar sem carro, vai ter de levá-lo a uma oficina e pode contar com uma conta choruda. Reparações mecânicas relacionadas com o motor não são, por norma, baratas.

Por fim, se tiver de fazer uma paragem de emergência devido ao sobreaquecimento do motor, pode pôr em causa a sua segurança e a de outros condutores.

O que fazer em caso de temperatura do motor alta?

Se durante um trajeto começar a sentir o cheiro a queimado e se verificar que há saída de fumo, pare o carro de imediato e em segurança. Desligue o motor e todos os sistemas (de ar condicionado, por exemplo), vista o colete refletor e sinalize a paragem. Depois, abra o capô do carro e tente identificar a origem do problema. Mas atenção! Deixe primeiro o motor do carro arrefecer, caso contrário pode queimar-se a sério.

Se não conseguir identificar e/ou resolver o problema, o melhor que tem a fazer é chamar a assistência em viagem.

Como prevenir o sobreaquecimento do motor?

Como em tantos outros aspetos, a prevenção é a chave. De forma a evitar as altas temperaturas do motor, incorpore estas pequenas ações nos seus hábitos de manutenção:

  • Use um líquido refrigerante de qualidade ou água destilada. Nunca utilize água da torneira. Também é recomendável renovar o líquido de refrigeração a cada 3 anos numa oficina.
  • Verifique se não existem fugas no circuito de refrigeração, mais concretamente, no radiador, nos tubos ou na bomba de água.
  • Preste atenção ao funcionamento da ventoinha. Após conduzir muito tempo e parar, ela deve ativar-se. Se assim não for, é um forte indicador de que algo está mal.
  • Garanta o bom funcionamento do sistema de refrigeração quando fizer a manutenção automóvel.
  • Verifique o nível de óleo do motor com frequência e garanta que ele está sempre entre os limites (mínimo e máximo) recomendados.

Em caso de dúvida, visite uma oficina Caetano Retail

Mas se mesmo com todos estes cuidados, a temperatura do motor do seu carro continuar a registar valores anormais, recomendamos que visite uma oficina Caetano Retail assim que possível. Confie em profissionais de confiança e conte com uma intervenção eficiente e descomplicada.