Descubra como carregar carro elétrico em casa

Saber como carregar carro elétrico em casa é uma questão de grande importância para todos aqueles que optam por esta solução de mobilidade alternativa mais sustentável.

Segundo um estudo levado a cabo pela Associação Europeia de Construtores Automóveis (ACEA) em 2021, Portugal é o quarto país da Europa com mais postos de carregamento por 100 quilómetros de estradas.

Mas apesar da rede de postos de carregamento ser boa, ter um carro elétrico ainda implica algum planeamento e trajetos bem calculados.

É por isso que carregar carro elétrico em casa pode ser particularmente vantajoso. Para além de não estar sujeito ao congestionamento nos postos de carregamento públicos, no fim do mês, vai-lhe sair muito mais em conta.

Quanto custa carregar carro elétrico em casa?

O custo de cada carregamento irá sempre depender das suas condições contratuais, ou seja, será sempre calculado de acordo com o tarifário de eletricidade que tiver contratado.

Existem vários comercializadores de energia que têm soluções direcionadas para a mobilidade elétrica, em que é mais barato carregar carro elétrico em casa à noite (período de vazio).

Inevitavelmente, vai sempre haver um aumento na sua fatura de eletricidade, mas lembre-se de que vai conseguir poupar bastante em combustível.

Ler mais: “Como preservar as baterias de carros elétricos?”

Como carregar carro elétrico numa moradia?

Se tem a felicidade de viver numa moradia, o processo de carregamento está bastante mais facilitado.

Por razões de segurança, não é aconselhada a utilização de tomadas convencionais para este tipo de carregamento. A corrente de, normalmente, 2.3kW não tem potência suficiente para carregar um automóvel elétrico.

Se o seu objetivo for carregar carro elétrico em casa, terá de assegurar condições específicas para um carregamento devido, respeitando sempre as instruções técnicas e ouvindo o parecer de um profissional certificado.

As duas formas mais comuns de carregar carro elétrico em casa são:

Através de um cabo e tomada próprios

Quase todos os carros elétricos trazem um cabo e uma tomada próprios para carregar a bateria numa tomada doméstica dita “normal”. Requisitos: deve estar ligada à terra e ser uma ligação de boa qualidade.

Estes tipos de cabos estão equipados com tomadas modelo Schuko, e têm sensores de temperatura integrados que evitam que haja sobreaquecimento na instalação durante o carregamento.

Do lado do automóvel, as tomadas estão equipadas com fichas Type 2 ou Mennekes, que são adequadas para carregamentos com corrente alternada (a que chega às nossas casas).

Com estes acessórios, é possível carregar o seu carro elétrico em casa, assim como nos vários Postos de Carregamento Normal (PCN).

Tenha em conta que este tipo de carregamento em tomadas convencionais tende a ser mais lento (carregam, em média, 10 amperes). Isto significa que é necessário entre 6 a 8 horas para carregar cerca de 100 quilómetros de autonomia. Para baterias elétricas mais potentes, o carregamento completo pode levar até dois dias.

Através de uma Wallbox

As Wallbox são unidades de carregamento que adaptam a energia da rede doméstica, de forma a haver uma maior quantidade de potência de carregamento para o automóvel. Estes postos de carregamento têm de ser normalmente instalados na parede por um técnico certificado.

wallbox na parede de uma coisa

Existem vários tipos de Wallbox no mercado, com diferentes potências, com ou sem cabo e tomada. Algumas contam até com aplicações móveis que lhe permitem carregar carro elétrico em casa e gerir melhor os consumos através do seu smartphone.

Como fazer o carregamento de carros elétricos em condomínios?

Nestes casos, o carregamento pode ser mais complicado. Vai depender de:

Se tem garagem com box individual

Esta é a situação mais fácil porque na sua garagem existem já pontos de eletricidade que estão ligados ao quadro elétrico do seu apartamento, facilitando todo o processo de carregamento.

Se tem lugar de estacionamento reservado numa garagem partilhada

Carregar um carro elétrico numa garagem partilhada pode ser um desafio maior, mas ultrapassável. Se assim for, em primeiro lugar, verifique se existe uma tomada ligada ao quadro elétrico da sua fração. Se o seu prédio for antigo, é provável que não.

A segunda hipótese que tem é averiguar junto de um técnico se é possível fazer uma instalação elétrica e ligá-la ao seu contador. Quanto aos custos desta operação, saiba que existem incentivos para a instalação de carregadores elétricos em condomínios multifamiliares, que cobrem 80% do investimento feito.

Se mesmo assim esta opção não for viável, é ainda possível fazer o carregamento de carros elétricos em condomínios usando a energia elétrica comum do edifício. Para tal, terá de avisar formalmente a administração do condomínio e de chegar a um acordo sobre a forma de contabilizar a energia consumida e fazer o respetivo pagamento.

Caso não tenha lugar de estacionamento no prédio (seja ele privado ou reservado), não tente sequer carregar o seu carro elétrico na rua. Leia o parágrafo abaixo e considere outras formas de carregamento.

carregar carro elétrico em garagem partilhada

Não posso carregar o carro elétrico em casa. Quais são as alternativas?

Se não conseguir carregar carro elétrico em casa, poderá sempre recorrer aos carregadores portáteis (que permitem maiores amperagens, proporcionando maiores potências e diminuindo o tempo de carregamento da bateria) ou optar por carregar o seu carro no posto de carregamento público mais próximo.

Ler mais: “Os carros elétricos 2024 que estão a dar que falar”