A compra e venda de carros entre particulares vale a pena?

Está a pensar vender o seu carro ou comprar um usado e acha que a compra e venda de carros entre particulares é mais vantajosa? Então, este artigo é para si! A compra e/ou venda de carros usados de particulares, para além de ser um processo que requer muita disponibilidade e energia, tem vários riscos associados. Continue a ler e descubra porque é que este tipo de negócio deve sempre ser feito com uma intermediação profissional.

Como é feita a compra e venda de carros entre particulares?

Antes de mais, se considera que este é um processo pelo qual está disposto/a a passar, é fundamental que conheça os vários passos que envolvem a compra e venda de carros entre particulares. Eis como vender/ como comprar um carro particular:

1. Valorização do automóvel

A valorização de um automóvel é quase sempre o ponto de partida do processo e é feita pelo vendedor. O objetivo é fazer com que o carro tenha bom aspeto e seja apelativo para potenciais compradores. Isto envolve, normalmente, uma pintura automóvel e uma boa limpeza a fundo (que inclui a também a limpeza dos estofos), assim como todos os aspetos relacionados com a mecânica e com o bom funcionamento da viatura.

Ler mais: “Como valorizar o carro antes da venda?”

2. Anúncio e publicitação

Depois, o vendedor terá de tirar boas fotografias e criar um anúncio online nos sites destinados à venda de carros usados. A publicitação da venda é cada vez menos frequente em canais offline. Para além disso, antes do fecho do negócio, também é comum haver um encontro entre vendedor e o potencial cliente para aferir o estado da viatura e para se fazer um test drive.

Ler mais: “Guia para vender carro e garantir uma venda de sucesso

3. Transação comercial

Confirmado o interesse de ambas as partes em efetivar a transação, avança-se no processo. O momento do pagamento e da entrega da viatura gera sempre alguma tensão entre particulares. Para minimizá-la, opte sempre por métodos de pagamento que permitam a transferência bancária imediata.

4. Mudança de proprietário do automóvel

A transação, em si, não é suficiente para que o processo fique concluído. Será ainda preciso proceder à alteração do registo de propriedade automóvel. Para isso, o comprador e vendedor devem dirigir-se a um balcão do Instituto dos Registos e Notariado (IRN) e avançar com a transferência da propriedade do automóvel.

5. Seguro automóvel

Como o seguro automóvel não transita do vendedor para o comprador, é ainda necessário que o vendedor cancele a apólice da sua antiga viatura (ou que a transfira para outro automóvel), e que o novo proprietário subscreva um novo seguro automóvel adequado às suas necessidades.

Quais são os riscos associados à compra e venda de carro entre particulares?

Para além de ser um processo que exige muita energia e disponibilidade, a compra e venda de carro entre particulares comporta vários riscos:

1. Fraude e má fé

Sabe, ao certo, com quem está a lidar? Quando a compra e venda é feita sem uma intermediação profissional, há sempre o risco de haver omissões ou comportamentos pouco honestos. Um vendedor particular pode, por exemplo, ocultar informações sobre o histórico do veículo, sobre o seu estado mecânico real, acidentes anteriores, ou até mesmo forjar documentos. É por isso que a nossa recomendação é que compre um carro usado a um concessionário de confiança.

2. Problemas mecânicos ocultos

O comprador pode ter de lidar mais tarde com problemas mecânicos que não tinham sido mencionados pelo vendedor. Não havendo garantia na compra, isto pode resultar em custos adicionais em reparos.

3. Documentação inadequada

Se a componente burocrática não for devidamente tratada, o processo de compra e venda de carro entre particulares pode dar origem a complicações legais. É importante garantir que todos os documentos estão em ordem e, para isso, nada melhor do que confiar em profissionais qualificados.

4. Compra de um carro penhorado

Sabia que é possível vender um carro penhorado? Para evitar as dores de cabeça que podem surgir a quem compra um automóvel usado e descobre que se trata de um carro penhorado, evite comprar carros usados de particulares

5. Valor de mercado desajustado

Se o comprador e o vendedor não tiverem sensibilidade para perceber se o preço de venda do automóvel está ajustado aos preços do mercado, é certo que uma das partes vai sair lesada. Fazer negócio por intermédio de profissionais da indústria automóvel vai salvaguardar ambas as partes.

6. Transações financeiras podem ser arriscadas

Muitas vezes, o método de pagamento acordado não é o mais seguro. As transações entre particulares podem até ser uma forma de burla. Por isso, fuja das transações em dinheiro ou cheque, e dê sempre preferência às transferências bancárias imediatas.

7. Desentendimentos no pós-venda

Coisas apalavradas ou mal acordadas entre particulares também podem dar origem a problemas e desentendimentos mesmo após a transação.

Confie na Caetano Retail para a compra e venda de automóveis usados

Por todos os riscos relacionados com a compra e venda de carros entre particulares, e também pela complexidade do próprio processo, confie na Caetano Retail! Se quer vender o seu carro usado, faça a avaliação online do seu veículo em apenas um minuto.

Já se procura fazer uma compra segura, conheça a oferta de carros usados à venda e usufrua de todas as garantias na compra.